O Poder do Hábito

O poder do hábito é um livro escrito por Charles Duhhig. Neste artigo você irá conhecer um resumo bem didático do que trata este livro.

O poder do hábito

Os estadunidenses na década de 1900 não tinham o hábito de utilizar a pasta de dente: Acredite, eram apenas 7% deles que faziam uso do produto. Foi aí que a empresa distribuidora da pasta de dente resolveu criar o hábito de consumir o produto.

Dessa forma, adicionou à pasta alguns ingredientes que para nada de limpeza serviam, mas fez propaganda em cima disso. E em 10 anos, já em 1910, aquela porcentagem pulou para 65%.

Assim, a empresa conseguiu o seu objetivo e meta: Criar nos estadunidenses o hábito de consumir pasta de dente e assim ela lucrou bem mais.

Decisões diárias

Estudos comprovaram que 60% das decisões que as pessoas tomam diariamente são de fato decisões. Porém, os 40% restantes são na verdade hábitos. Isto significa que quase 50% das nossas decisões tem funcionamento como que automaticamente.

A explicação para isso é que nosso cérebro procura formas de economizar energia e tempo e atender nossas necessidades garantindo que a vida continue.

Observe que até aquelas tarefas bem difíceis de serem praticadas, como o ato de dirigir, basta apenas cair no hábito e tudo ficará muito fácil e feito automaticamente.

Entender os hábitos

É necessário entender os hábitos e compreender qual é o funcionamento deles. A partir disso temos aí o fator determinante para mudar completamente a nossa vida.

Para entender os hábitos, podemos dividi-lo em três partes diferentes mas que possuem entre si uma interligação criando um círculo, que os estudiosos chamam de loop do hábito. As três partes são as seguintes:

Deixa

Esta parte é responsável por ativar algum sinal em seu cérebro para que você inicie alguma atividade, que é uma rotina. Esse sinal pode ser uma pessoa, um animal ou um objeto, ou até mesmo um odor.

Rotina

A rotina trata-se de atividades que você realiza sempre que entra em contato com a Deixa. E é sempre depois da rotina que você vivencia uma recompensa.

Recompensa

A recompensa é um prêmio, que pode ser também uma sensação muito boa por ter realizado alguma atividade. Observe que quanto maior e melhor esta recompensa, maior será aquele desejo de você repetir a rotina.

Ao repetir a rotina ela ficará cada vez mais presa em seu cérebro e reforçará aquela interligação que você possui com a sua Deixa e também com a esperada recompensa. Isto significa que grandes são as chances de se tornar hábito.

A relação da empresa de pasta de dente com o hábito

A empresa de pasta de dente entendeu o que são os hábitos e compreendeu a sua forma de agir. Com esses conceitos em mente ela os aplicou ao seu produto.

Observe que na década de 1900 os estadunidenses não tinham os dentes amarelados como um problema. Baseado nisso a empresa de dente formulou uma Deixa. Esta influenciou os estadunidenses criando um forte desejo neles.

A empresa passou a propagar que aqueles dentes brilhantes e brancos eram bem mais higiênicos e bonitos. O fato de ter adicionado outros ingredientes ao produto não limpavam os dentes mas deixavam uma sensação refrescante.

Esta sensação é entendida como a recompensa que ficou fortemente ligada a higiene bucal. E assim a empresa alcançou seu sucesso por muitos anos.

Para entender bem como a recompensa influi fortemente no desejo de repetir a rotina tornando uma ação como hábito, tente vê se você consegue imaginar seus dentes limpos e brilhantes sem aquela sensação refrescante e sem a espuma em sua boca?

Criar e mudar os hábitos

Frisa-se a necessidade de entender o que são os hábitos e como eles agem para que se possa criar novos hábitos ou até mesmo mudar os hábitos já existentes.

Vamos tratar dessa questão a partir de uma situação: Pense que você quer criar um hábito de vida mais saudável.

Dessa forma, você já toma a decisão de fazer caminhadas diariamente. O que deve fazer é criar uma conexão bem forte entre essa Deixa e a recompensa para levar ação ao hábito.

Como Deixa você pode, por exemplo criar um horário específico, de forma a emitir algum sinal para o cérebro. E crie aquele desejo de realizar o exercício associando a rotina à recompensa, como por exemplo, a sensação de ter cumprido e se sentido melhor física e mentalmente.

Atente que se você quer criar um hábito não deve ter foco apenas na rotina, mas sim, criar uma forte interligação entre a Deixa e a Recompensa.

E se você deseja mudar um hábito já existente, os passos são os mesmos anteriormente. Porém, deve haver uma dose a mais de disciplina e muita força de querer.

O segredo para isso é que você continue atendendo às suas necessidades e desejos, e mantenha as Deixas. Porém, faça a substituição da rotina.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *