Reforma trabalhista e o por que o empreendedorismo passou a ser uma necessidade?

A partir da reforma trabalhista muitas mudanças afetaram a vida de trabalhadores empregados, e certamente mexeu com o sonho e também com a necessidade de se tornar um empreendedor de muitos.

Neste artigo trataremos desta questão, mas sem adentrar a explicação da reforma trabalhista, pois este é um assunto longo que merece outras postagens específicas.

Partiremos da ideia de que a reforma trabalhista tem despertado a necessidade de se empreender no Brasil. E dessa forma falaremos do empreendedorismo como necessidade de garantir a renda mensal.

A motivação para ser empreendedor

Quando falamos neste assunto temos que considerar pelo menos três fatores, que são: A oportunidade, a necessidade, e o sonho.

Segundo algumas pesquisas elaboradas pelo Instituto Brasileiro de qualidade e produtividade, o IBQP, em conjunto com o SEBRAE, empreender por necessidade tem sido um dos fatores de maior crescimento no Brasil.

Segundo a pesquisa divulgada diversos são os motivos que levam a empreender por necessidade. Geralmente, o trabalhador desempregado precisa buscar a opção para atender às suas necessidades e pagar as suas contas.

Dessa forma, pensando em sustentar a sua família, abre-se um negócio, muitas vezes algo qualquer tudo na intenção de conseguir o retorno que necessita o mais breve possível.

Na citada pesquisa os dados divulgados são que em 2014 o percentual de negócios criados por necessidade era de 29%. Já em 2015 saltou para 43%. A partir de então continuou a crescer principalmente motivado pelas mudanças criadas pela reforma trabalhista.

A oportunidade

Também existem aquelas pessoas que mesmo dispondo de opções de trabalho, ainda assim optam por abrir um negócio próprio. Nessa situação, geralmente o negócio é algo mais planejado, onde consta objetivos e metas bem definidos.

Mas atualmente no Brasil como já constatado a ideia é abrir um negócio por necessidade, e não necessariamente por oportunidade, isso porque de fato existem poucas opções de trabalho em detrimento das boas oportunidades de emprego.

O sonho empreendedor do brasileiro

Também pesquisas revelam que o terceiro principal sonho de todo brasileiro é abrir o seu próprio negócio, independente de ser por oportunidade ou por necessidade.

O sonho de abrir o próprio negócio perde apenas para o sonho de construir a sua própria casa e de fazer viagens pelo mundo afora.

Segundo a pesquisa feita pela GEM, em um grupo de 10 brasileiros com idades entre 18 e 64 anos, três deles já são empreendedores mantendo a frente uma empresa, ou estão executando planos de criação de seu próprio negócio.

Esse sonho também é alimentado pelas altas taxas de desemprego no Brasil, que passam, e já faz alguns anos, dos 10%. Dessa forma os brasileiros veem o empreendedorismo como uma saída e a solução ideal para voltar ao mercado de trabalho.

Essa pesquisa também revelou que a quantidade de pessoas que buscam abrir o próprio negócio é o dobro daquelas que tem plano de seguir uma carreira como empregado dentro de uma empresa.

Observe que os dados indicam que 16% dos entrevistados têm interesse de fazer carreira dentro de uma empresa. Enquanto 31% desejam abrir o seu próprio negócio.

Comprovando o empreendedorismo por necessidade

Uma forma de comprovar o empreendedorismo por necessidade é observar a quantidade de microempreendedores individuais que se formalizaram ao longo dos últimos anos e meses.

Para ter uma ideia dessa comprovação, a Serasa Experian divulgou dados que indicam que no primeiro semestre de 2017 foram abertas 955,3 mil empresas no Brasil, dessas 79,2% eram microempreendedores individuais, os chamados MEI.

O MEI é um tipo de formalização voltado para empreendedores individuais que não ultrapassam uma renda e 60 mil por ano. Podendo também contratar até um empregado.

Dessa forma, é considerada uma ótima opção para quem busca ser empreendedor por necessidade, justo por não encontrar um espaço no mercado de trabalho para ter um emprego ou porque possui algum negócio de baixa da escala.

Garantindo a renda

Se você está em busca de garantir a sua renda e pensa em abrir um negócio próprio por necessidade, saiba que atualmente existem diversas alternativas.

Por exemplo, o setor de alimentos é bastante procurado, e os trabalhos freelancer tem crescido e se expandido extraordinariamente no Brasil.

Na parte de alimentos, trabalhar com refeições tem sido uma grande saída. Os foods trucks têm sido a opção do momento para vender alimentos em diferentes pontos da cidade, e até em outras localidades.

Os trabalhos freelancer se caracterizam como uma forma de ganhar dinheiro sem ter um vínculo empregatício. Qualquer profissional poderá prestar seus serviços para uma ou mais empresas ou pessoas em seus períodos livres.

E o interessante em toda essa relação é que a estrutura física não é necessariamente sinônimo de sucesso. Observe que muitas pessoas estão obtendo a sua renda e sustento vendendo em barraquinhas ou até mesmo de porta em porta.

O segredo está em se “reinventar” e não se abalar com situações de crise.